O guerreiro lutou a mais longa das batalhas e agora descansa em paz. Gerson Cunha foi mais um caixeiralista que nos deixa. Seu falecimento na última madrugada aos 33 anos, encerra sua luta de anos contra uma enfermidade que acabou lhe tirando a vida. Entre muitas qualidades de Gerson destacada por seus amigos, está a paixão pela família, tradicionalismo, o futebol e o Clube Caixeiral. Era um associado assíduo desde menino e viveu intensamente o dia a dia do clube, sendo participando das competições de futebol, onde ostentou títulos e vitórias, ou nas programações sociais. Foi na sede campestre que compartilhou lindos momentos com seus amigos. O olhar sereno e o jeito calmo eram suas características e desta forma cativou amigos que hoje lamentam sua partida. Gerson despertou uma grande mobilização dentro do clube quando necessitava de doação de sangue para seu tratamento. Ele cumpriu sua missão neste plano e no seu caso não foi o tempo que fez a diferença na sua existência de 33 anos, mas a intensidade com que ele passou pela vida de seus familiares e amigos. Descanse em paz Gerson da Cunha.

 

Gerson da Cunha. Mais um caixeiralista que nos deixa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook