A noite de decisões fechou com a mais longa das finais. Pela Série Ouro o atual campeão da Série Ouro enfrentou o único invicto na temporada. Todos esperamos por eles na decisão e Morena Tropicana e Once Caldas não decepcionaram. O primeiro tempo da partida foi de muit disputa, com marcação intensa as equipes tiveram pouco espaço para trabalhar a bola e ambos apostaram na bola longa. O Morena até arriscou mais de media distância. Na segunda etapa com jogadores mais técnicos no meio campo como Felipe Coelho, no Morena e Matheus no Once, os times começaram a trabalhar mais a bola. Um lance porém mudou a postura das equipes na decisão. Vinicius tentou puxar o contra ataque e acabou derrubado por Mingo, do Once Caldas. Na queda o atleta do Once Caldas acabou pisando no adversário, o que lhe gerou uma expulsão direta com cartão vermelho. Com seis jogadores em campo o Once Caldas tratou de posicionar-se defensivamente e resistiu aos avanços do Morena. A pressão do Morena era com a bola, mas a equipe não conseguia infiltrar na bem postada defesa do Once. O 0 x 0 no tempo normal levou o jogo para o tempo extra e o quadro não se alterou. Era o Morena atacando e o Once defendendo-se como era possível. Em meio a cinco ataques do Morena, o Once tentava surpreender no contra ataque. A resistência do Once Caldas contrastou com a ineficiência do Morena de marcar o gol e um novo 0 x 0 na prorrogação levou a decisão para os pênaltis. Pitter Rocha bateu primeiro e colocou o Once na frente. O capitão Quadrado empatou a decisão para o Morena. Marcos Ramos fez o segundo gol do Once e Fernando Lima também converteu para o Morena. A terceira cobrança do Once Caldas foi de Hilton, fazendo o 3 x 2. Mas Vinicius voltou a empatar nas primeira série de pênaltis. As cobranças alternadas foram abertas com Vando, pelo Once Caldas. Ele escolheu o canto esquerdo. Mas o goleiro Dudu foi preciso e voo no canto para espalmar e defender. Coube a pequeno Chip bater o pênalti derradeiro para o Morena. Ele escolheu o canto esquerdo e deslocou o goleiro Gringo. O gol deu inicio a festa do campeão invicto que iniciou no alambrado para onde se dirigiram os jogadores, seguiu com o discurso do técnico Lucas e oração no gramado e seguiu numa caravana da torcida para a área coberta, onde foi realizada a coroação do vencedores. Os diretores do clube e a equipes do Sesc comandaram a premiação aos vencedores e destaques individuais em todas as categorias. A premiação iniciou com uma homenagem ao atleta Leandro Martins, o soldado da Brigada, que superou uma agressão criminosa no exercício da função e voltou a jogar futebol nesta temporada e acabou com a festa do Morena Tropicana, o campeão da Série Ouro no Caxixa. A equipe também foi a primeira a receber o troféu itinerante que fica na galeria do campeão do Caixeiral até o inicio do campeonato de 2019/2020.

 

 

Nos pênaltis, Morena Tropicana coroa campanha invicta com título na Ouro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook